Permito-me

Mesmo não querendo, eu me permiti esquecer você. Me permiti não esperar mais nada de você, além de um sorriso de longe, uma companhia na volta pra casa um dia ou outro. Eu não queria. Eu juro que se você tivesse  me pedido, eu ainda estaria se esperando e acreditando que no fim tudo ia dar certo. Mas não, não deu. E eu saí machucada, triste, mas sabendo que eu fiz tudo o que podia pra dar certo. Pena que você não queria que desse certo.
Mas, tudo bem moço, eu gostei de nós por nós dois. E foi lindo enquanto eu pude aproveitar.
Espero que você não me esqueça, mesmo que eu seja só uma pequena lembrança pra você, não me apague totalmente. Lembre que um dia você foi ao menos feliz comigo, que eu te fiz bem por uns dias, que eu vesti aquela sua camiseta velha da sua banda preferida enquanto arrumava sua janela e que eu tinha um cheiro bom.
Porque eu não vou esquecer de você, só vou te guardar.

Um comentário:

  1. lindo Mel, seu blog é lindo!
    parabens pelas confissões :D

    ResponderExcluir